Buscar
  • Rodynele Mota

2 Riscos na Contratação de Estagiários

Atualizado: Ago 15


Como você já viu em outros artigos nossos, as vantagens são muitas!

Já as desvantagens, acontecem mais por falta de informação do que pelo sistema em si.

O que fica claro para nós especialistas na área, é que quando as empresas tentam tirar do sistema de estágios mais vantagens do que é permitido, entram na “zona de risco”.

E o ICDT está aqui para orientar a sua empresa da melhor maneira possível, evitando esses erros.

Para você entender melhor, vamos dividir os riscos em 2 blocos:     

Estratégicos e Trabalhistas.

  1. Riscos Estratégicos

Sabe quando a empresa acredita que o sistema de estagio irá suprir todas as necessidades operacionais?

Então, esse é um grande risco!

Por exemplo, se a empresa resolve substituir indiscriminadamente seus efetivos por estagiários sem levar em conta que o estagiário está em fase de aprendizado e levará um tempo até que esteja pleno e apto a produzir como um efetivo (momento em que deveria ser efetivado), entrará na “zona de erro”.

Outro erro estratégico que as empresas podem cometer, é querer que o estagiário “resolva” todos os problemas da empresa, já que ele é atualizado e estuda especificamente para esta ou aquela atividade.

É evidente que o estagiário será extremamente valioso ao trazer para a empresa novas ideias, conceitos e procedimentos, mas se ele não contar a devida supervisão de uma pessoa experiente, não conseguirá transformar suas ideias e conhecimentos em resultados efetivos para a organização.

E precisamos frisar que a cada 3 meses, realizamos TREINAMENTOS com os estagiários que administramos, focados no crescimento deles e consequentemente no da empresa onde atuam, que pode ser a sua. 

  1. Riscos Trabalhistas

Já em relação aos erros ou riscos trabalhistas, precisamos entender que ele sempre existe, independentemente se a empresa faz tudo certo ou não.

Mas isso não é inerente apenas ao programa de estágios para estudantes, mas sim à todas as formas de contratação.

Basta lembrar que qualquer pessoa que trabalhou em uma empresa poderá acioná-la na justiça do trabalho se entender que o empregador faltou com suas obrigações.

Assim, como em qualquer outra forma de contratação, o que determina se o risco pode se concretizar em um possível problema trabalhista será a forma coma a empresa administra o processo durante o tempo que a pessoa está lá. No caso dos estágios, devemos ter rigor com:

  • Cláusulas contratuais adequadas e específicas do estágio;

  • A carga horária e como fazer o controle da frequência;

  • As atividades desenvolvidas pelo estagiário;

  • A supervisão oferecida pela empresa;

  • Os recibos utilizados para pagamento (existem termos específicos obrigatórios);

  • A forma como se faz a gestão dos estagiários;

  • A relação dos estagiários com os efetivos;

  • O tipo de cobrança que se pode fazer dos estagiários em relação às suas atividades e metas;

  • Diversas outras questões objetivas e subjetivas que poderão determinar algum possível problema futuro.

Assustou-se um pouco? Fica tranquilo! Para nós especialistas no assunto, é tudo muito simples.

Ou entre em contato conosco agora e agende uma visita da nossa equipe comercial, clicando AQUI!

2 visualizações

Formulário de Inscrição

(85) 32317796

(85) 98636.6199

Avenida Imperador, 852 - sala 002 - Centro, Fortaleza - CE / 60015-050 - Brasil

  • Instagram
  • Facebook

©2020 Desenvolvido por Incrível Site - Sites Estratégicos, Focados em Resultados.